Residência para jogadores de futebol

É indiscutível a vocação que o brasileiro possui para o futebol. Não é sem causa que Brasil é um dos países que mais exporta jovens talentos para o mundo, sendo a Espanha um dos principais destinos.

Na prática os garotos na faixa etária entre os 16 e 21 anos, caso não possuam um talento extraordinário, dificilmente encontram um clube na Espanha sem realizar um teste ou vários testes presenciais.

Ocorre que a grande maioria dos clubes espanhóis, nas categorias semi-profissionais ou inferiores, nas quais comumente os jovens jogadores provenientes do estrangeiro iniciam a carreira, não oferecem um contrato de trabalho, motivo pelo qual se torna impossível solicitar uma autorização de residência sem a obrigação de retornar ao Brasil.

Além disso, muitas vezes os clubes deixam de contar com alguns jogadores por falta de documentação para residir em território espanhol. Também é comum que o prazo para a inscrição nas competições se esgotem antes que o jovem jogador consiga obter uma autorização de residência na Espanha.

Por todo o exposto, recomendamos veemente que, ainda que seja para a realização de testes em clubes, o jovem jogador de futebol entre na Espanha com uma autorização de residência.

O risco do investimento é muito baixo considerando o benefício que o jovem jogador pode obter.Outro fator muito importante para a obtenção do visto prévio consiste no fato de que, após dois anos de residência legal na Espanha, o brasileiro poderá solicitar a nacionalidade espanhola, cuja aquisição, indiscutivelmente, abrirá muitas portas no futebol europeu.

VAZQUEZ BELISARIO dispõe de equipe especializada e com ampla experiência em Direito de Imigração para assessorar a nossos clientes em todo o processo de obtenção de vistos e autorizações de residência na Espanha para as futuras estrelas de futebol. Consulte-nos através do info@vbassessoria.com